PEDOFILIA, MARMANJOS SE CASAM COM MENINAS DE 4 ANOS



CASAMENTO COLETIVO  DE  450 HOMENS COM MENININHAS   COM MAIS   DE 4 ANOS E MENOS DE 10 ANOS DE IDADE EM GAZA.




A História Oculta do Mundo: A Pedofilia do Hamas 

 Enquanto a imprensa exalta os "lutadores da  liberdade do Hamas", os 
 "rebeldes", o  mundo desconhece  uma das  histórias mais SÓRDIDAS 
 de abuso infantil, torturas e sodomização do  planeta, vinda  do  fundo 
 dos  esgotos  de  Gaza:   - Os  casamentos  pedófilos  do  Hamas,  que 
 envolvem até crianças de 4 anos.Tudo com a devida autorização da lei 
 do islamismo radical. 

 A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está  publicada no blog thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo  De Olho  Na  Mídia... (ninguém  mais  na imprensa  nacional  pareceu  se interessar pelo assunto).
Um evento de Gala ocorreu em Gaza.  O Hamas foi  o patrocinador de um  casamento em  massa  para  450  casais.  A  maioria  dos  noivos estava  na  casa  dos  25  aos  30 anos;  a  maioria  das  noivas tinham menos de dez anos!
Grandes  dignitários  muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas  foram pessoalmente  cumprimentar  os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.

O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta e quase todas em países muçulmanos.
 Quase 30% destas pequenas  noivas  apanham  regularmente  e  são molestadas por seus maridos no Egito; e mais de 26%  sofrem  abuso similar na Jordânia.
 Todo ano, três milhões de  garotas  muçulmanas  são  submetidas  a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF.  A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América. 

A prática da pedofilia teria base e apoio do islã. O livro Sahih Bukhari em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria  seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas ocorreram aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha  na época.  Em  compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda... 

Deu no Marcelo Lira

3 comentários:

  1. Só falo a a verdade?


    Essa história de pedofilia é uma grande e sórdida mentira. A finalidade é óbvia e dispensa comentários.

    Na verdade, as meninas não são as noivas. Elas, as meninas, participam da festa da mesma forma que meninos e meninas brasileiros levam as alianças até o altar nos casamentos realizados nas igrejas católicas.

    Os noivos mostrados nas fotos levam as meninas pelas mãos, o que não significa que elas passarão a noite e o resto da vida com eles. Trata-se de costume local em que garotas da família do noivo ou da noiva conduzem o noivo, ou por ele são conduzidas, até o local da cerimônia.

    Segundo o Hamas, houve, de fato, em agosto de 2009 o casamento "em massa" de cerca de 450 casais palestinos. A noiva mais jovem tinha 16 anos e a maioria delas tinha mais de 18 anos de idade.

    Então senhor dono desse blog procure fazer uma breve pesquisa pra não colocar mentiras em blog cujo o tema é "Só falo a verdade"

    ResponderExcluir
  2. Marlon,infelizmente o que voçe publicou é fato,o que envergonha nós arabes e descendentes.Se pudesse faria uma trnsfusão de sangue hoje.Vergonha.Nagib.

    ResponderExcluir
  3. O mais incrível é que todos que tentam desmentir esta vergonhosa verdade, falam que estas pequeninas criancinhas eram apenas damas de "honra", mas porque será que não se vê nenhuma foto delas com as noivas? Ou todos juntos???

    ResponderExcluir

SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE, PARTICIPE E COLABORE COM ESTE INFORMATIVO.